A FORMAÇÃO DO PROFISSIONAL EM PSICOPEDAGOGIA DEVE SER?

CONHEÇA

quinta-feira, 12 de outubro de 2017

Primeira Clínica Psicopedagógica Pública do Brasil

Conheça a primeira clinica para atendimento psicopedagógico pública no Brasil.

O Sindicato dos Psicopedagogos fica imensamente feliz em trazer a seus filiados e profissionais da categoria esta notícia que esperamos ser referência e um exemplo a ser seguido.

A Universidade Federal da Paraíba é a única instituição pública brasileira que oferece o curso de Psicopedagogia como Graduação. 
A formação em psicopedagogia na modalidade de graduação presencial já vinha sendo oferecida por outros dois centros universitários privados um na região sudeste e outro na região sul.
Desde de 2008 a UFPB oferece na região do nordeste brasileiro um curso de Graduação em Psicopedagogia e inaugurou uma clínica escola para o estágio de seus alunos que terão a oportunidade de praticar os conhecimentos psicopedagógicos e estar próximo a sociedade paraibana que vai conhecer quem é este profissional e o que ele pode fazer em prol da saúde e da educação.
O Sindicato dos Psicopedagogos valoriza esta iniciativa e aplaude a reitoria da universidade, pois, esta clínica torna-se um marco na história da psicopedagogia brasileira. 
A formação aliada a teoria e prática do profissional é o caminho chave para o sucesso do crescimento da Psicopedagogia como profissão no Brasil. Não é de hoje que esta entidade denuncia cursos sem estágios, de breve duração e com conteúdo separados em clínica e institucional. 
O futuro da psicopedagogia depende da mudança de paradigmas errados que foram construindo durante anos, onde cursos separados (em clínico e institucionais) e rápidos devem ser substituídos por cursos unificados e de graduação com estágios obrigatórios e carga horária maiores ( Clique aqui para ler porque defendemos o fim dos termos clinico e institucional nos cursos de Psicopedagogia).
A luta sindical também é por formação de qualidade, a sociedade necessita deste profissional no mercado de trabalho, que por sua vez é exigente e de alta concorrência, exige profissionais capacitados e qualificados para exercer sua função seja dentro de uma clínica, empresa, hospital, de uma escola , em equipes multidisciplinares ou até mesmo a domicilio.
Um profissional capacitado está preparado para o mercado de trabalho. 
O campo de atuação para o profissional da psicopedagogia tem crescido aceleradamente nos últimos cinco anos. Contudo o número de profissionais que estão inseridos no mercado de trabalho ainda não é expressivo (comparado com o número que se formam).
Uma pesquisa realizada pelo Sindpsicopp com objetivo de tratar um perfil profissional em 2016 com psicopedagogos já formados 80% responderam não terem ficado satisfeitos com sua formação na modalidade de pós graduação. Cursos rápidos, falta de estágio, excesso de disciplinas teóricas e falta de qualidades dos professores foram as maiores reclamações.
Em 2018 o Sindpsicoppbr vai realizar seu IV Congresso de Psicopedagogia Popular do Brasil (CONPSICOPPBR) que terá como tema de discussão Ética e Formação Profissional.
O evento será realizado na cidade de São Paulo com participação de professores, coordenadores e gestores de faculdades e universidades que foram convidados a discutir juntos com estudantes e profissionais melhorias nas grades e nos cursos de pós graduação em psicopedagogia.

Os interessados em fazer sua reserva para este grande evento acesso www.congressodepsicopedagogia.com.br e faça já sua pré- inscrição e participe das discussão que trarão melhorias a formação profissional do psicopedagogo.



0 comentários:

Postar um comentário